Blogs da familia


Mudando um pouco o rumo das postagens, venho trazer aos leitores uma curiosidade que, até abril deste ano, era tida como secreta. Sergey Brin, cofundador do Google, demonstrou um pouco sobre a nova tecnologia que está sendo desenvolvida chamada Google Glass que pode vir a substituir os smarthphones.

Google Glass é parecido como um óculos de realidade aumentada, alta tecnologia que pretende trazer praticidade e sofisticação para a vida do ser humano. Esta foi apenas uma das novidades trazidas no primeiro dia do evento anual de desenvolvedores, a Google I/O que está sendo realizada dos dias 27 a 29 de julho/2012 em São Francisco, na Califórnia.

Como funciona? Este objeto, ou equipamento, ou inovação (como queiram chamar) é conectado à internet, permitindo que suas funções sejam realizadas com um simples toque ou simplesmente por um comando de voz. E ainda, algumas operações como previsão do tempo entre outras poderão ser automáticas quando programadas, basta olhar pela janela que ele lhe informará a temperatura atual, por exemplo. Parece que nele rodará uma versão específica do sistema operacional Android, mas não foram relatadas muitas informações detalhadas sobre.

E quais suas funções? Há uma pequena tela/lente, do lado direito, que se permite navegar pelo sistema, visualizar imagens, notícias, informações solicitadas, mapas e trajetos, servindo também como GPS, lhe dando informações de rota, lembretes, hora, possibilita iniciar uma videoconferência e videochamada, pois ele está ligado ao Google +, é possível também saber qual o melhor caminho para chegar a determinado lugar, além de lhe dar informações sobre os locais, tirar fotos, fazer filmagens, inclusive em boa qualidade, segundo as imagens e vídeos apresentados na conferência que ocorreu neste dia 27. Ou seja, basta que você peça informações, que o comando seja solicitado para que o aparelho lhe responda ou lhe obedeça.

Quando chega aos consumidores? Não há data certa, mas segundo Brin, ano que vem já estará disponível para os consumidores. Por enquanto, há uma versão chamada de Explorer Edition disponível aos exploradores, para que estes façam os testes desse novo projeto, um caráter experimental. Enquanto isso, aguardamos as críticas e elogios dessa nova tecnologia.

Postar um comentário

 
Top