Blogs da familia





 Há Alguns dias estávamos perseguindo esta lebre até que descobrimos mais pessoas com boa experiência no mercado desconfiadas do surgimento de novas marcas de receptores no mercado “alternativo” da América do Sul, numa evidente estratégia já utilizada no mercado europeu de receptores que sobrevivem da quebra da codificação das tvs por assinatura.

Como exemplo temos a marca Azfox, que com relativa rapidez, já tem um bom suporte, para seus usuários, bons receptores e dongle.

Ela também já tem uma boa penetração em cidades próximas dos principais importadores uruguaios e paraguaios
 
Qual será a estratégia? Tentar burlar a repressão às marcas mais visadas, pelos processos judiciais que estão sendo abertos em vários países da América Latina, já que a repressão está sendo feita em cima das marcas e não especificamente em cima dos receptores.

Azfox é muito parecido com AZBOX numa apreensão à polícia também leva estes receptores?

Não é o que aconteceu na apreensão recente que a policia paraguaia apreendeu AZBOX e AZAMÉRICA e destruiu, os receptores apreendidos, outras marcas não forma levadas, pois a ordem era específica em cima dos receptores Azbox e Azamérica que estão mais visados, como não é todo receptor que quebra o sinal das operadoras, tem que haver um processo judicial que já tenha uma bem fundamentada conclusão contra a marca para que se possa fazer uma operação do tipo contra ela.

Leva tempo até que se abra um novo processo contra uma nova marca e se consiga uma ordem de apreensão para esta nova marca.

E por que uma marca com nome tão parecido? Para ganhar rapidamente a confiança dos usuários do sistema.

Com certeza novas marcas vão surgir no mercado, mas ainda não conseguimos levantar com certeza qual grupo estaria por trás destas novas marcas, mas que é uma marca grande, isto é, e pelo que andam dizem por aí o nome termina em América.

Postar um comentário

 
Top