Blogs da familia


Para tentar driblar o boicote das maiores operadoras do país, que se recusam a distribuir o canal Fox Sports, o Grupo Fox e o Grupo Band estão perto de concluir as negociações para a venda do canal Bandsports ao grupo de mídia do australiano Rupert Murdoch.

Segundo o "F5" apurou, a NewsCorp. teria oferecido US$ 80 milhões pelo canal pago da Band. Além disso, feito o acordo, o Bandsports poderia começar a exibir todos os jogos da Libertadores quase que imediatamente.
A Fox não comenta o assunto. A Band confirma "conversas sobre parcerias" com a Fox, mas nega a venda. A negociação entre os grupos de mídia foi antecipada pelo "F5" em janeiro.
A Sky também se recusa a comentar as negociações sobre o FS. A Globosat, por sua vez, nega qualquer interferência ou lobby a respeito do novo canal. Segundo "F5" apurou, o chamado "boicote" das operadoras começou porque o Fox Sports sugeriu entrar nos pacotes básicos, mas para isso queria receber R$ 1,50 de cada assinatura.

Net e Sky acharam o valor exagerado e sugeriram distribuir o canal somente a quem pagasse um extra (especulava-se em R$ 4,50). O FS, no entanto. foi contra esse valor. Sobrou o impasse.
O avanço nas negociações ocorreu porque o Grupo Fox está descontente com as operadoras e com a alternativa escolhida para não desperdiçar os jogos da Libertadores até aqui: exibir as partidas da competição em canais alternativos do Grupo Fox, como o FX.

Para os executivos do grupo, é prejudicial mexer na programação "estabilizada" do FX, Fox Life ou de outros canais do grupo para exibir futebol.

A compra da Bandsports permitiria que esse canal virasse um "segundo" esportivo do próprio Fox Sports, assim como a Globosat tem os canais SporTV 1, 2 e 3. Pelo contrato, o Fox Sports não pode mudar a razão social (nome) do Bandsports, sob pena de perder várias competições previstas até 2014.

No entanto, nada impede que, com a aquisição, o Fox Sports passe a ter uma faixa horária dentro da grade do Bandsports. Nessa faixa estariam não só os jogos da Libertadores, mas todas as competições exclusivas que o Grupo Fox bem entendesse. Isso driblaria as operadoras, que já têm contrato com o Bandsports e não podem puni-lo ou tirá-lo do ar caso seja adquirido por terceiros.

Para entender o caso
Sky e Net têm se recusado a distribuir o novo Fox Sports para seus quase 9 milhões de assinantes. O canal esportivo estreou dia 5 de fevereiro, mas nem 10% dos assinantes brasileiros tem acesso a ele até agora.
Como chegou ao Brasil, o Fox Sports passou a exercer seus direitos exclusivos sobre a exibição Libertadores. e com isso alijou e deu prejuízo aos canais SporTV, da Globosat, que até então exibiam a competição.

Enquanto não estava no Brasil, o grupo repassava os direitos da Libertadores e Copa Sul-Americana para Globo e Globosat. Agora, só a Globo (aberta)_ tem direito a exibir dois jogos por semana (ou um jogo em cada praça principal).

Possivelmente em represália pelo prejuízo, a Globosat e suas históricas parceirinhas Net e Sky passaram a atrapalhar a entrada do novo canal, ou pelo menos não facilitá-la. Até aqui, conseguiram. Para desgosto dos  assinantes que pagam altas mensalidades, e, principalmente, dos que gostam de futebol.

Fonte: Site F5 da Folha
Mod. Adriano

Postar um comentário

 
Top